Tuga.. Diz que é uma espécie de treinador de bancada!

Pouco tenho ligado aos Olímpicos, mas não mais consigo ignorar aquilo que pra mim é mais um sinal da estupidez do povo português: a novela sobre os “cromos” nacionais dos Olímpicos!

Treinadores de bancada, sempre fomos! Sempre nos sentimos melhor a criticar do que a fazer, e oh.. como somos exímios na arte de criticar.. e uns mestres no que toca a não fazer nada, digamos que, melhor! Como somos pequeninos e mesquinhos, tentamos sempre pegar em algo que aqueles que se destacam, no desporto ou noutra coisa qualquer, dizem ou fazem. E isto aconteceu com um pobre atleta de 25 anos, um tal de Marco Fortes, lançador do peso pelos vistos.

Bem, não sei quanto a vocês, outros portugueses, mas eu nunca vi este senhor na TV, e muito menos o desporto que ele pratica. Mas ele lá foi aos JO, e pra nossa “desgraça” não conseguiu medalha nenhuma. No entanto passou de “nada” a “super-besta” só porque, para os treinadores de bancada, surgiu a proferir umas tais sábias palavras, que concerteza todos vocês já proferiram num daqueles dias em que o galo vos despertou mais cedo. Ehpah, poupem-me!

Algum de vós consegue manter o mesmo nível de rendimento em qualquer hora do dia, no vosso trabalho? Bom, tirando aqueles que não fazem nada, desafio qualquer um de vós, super-homens e mulheres a argumentar o contrário! Ritmo circadiano – sabem o que é?! Então aprendam, BURROS!

Neste país onde só ha dois desportos, o futebol e o “levantamento do copo”, ainda quero ver um Porto – Benfica, ás 9 da manhã! Já agora, na China se faz favor! Ia ser giro, ai ia ia..